sábado, 21 de agosto de 2010

VI CONGRESSO BRASILEIRO DE MICOLOGIA


A Comissão Organizadora do VI Congresso Brasileiro da Sociedade Brasileira de Micologia (SBMy) convidam os interessados a participar desse evento que será realizado em Brasília de 29 de novembro a 02 de dezembro de 2010.

Este encontro tem como objetivo apresentar e discutir os avanços da micologia em seus mais diversos aspectos, com amplo intercâmbio de idéias, permitindo vislumbrar uma perspectiva de progresso e desenvolvimento em Micologia, área carente em nosso país.

Este Congresso enfocará aspectos básicos da Micologia, como, por exemplo, a taxonomia de diversos grupos, os estudos sobre a micodiversidade brasileira, fisiologia, enzimologia, micorrizas, até aspectos aplicados como micologia ambiental, micologia médica, veterinária, biotecnologia, fitopatologia e micologia forense, etc.A lista de tópicos abaixo, a serem abordados em Palestras, Simpósios, Mini-cursos, Workshops, Seções Orais e Painéis, mostra a abordagem ampla adotada pela Comissão Organizadora:

1. Micologia Básica: Taxonomia, Nomenclatura, Sistemática, Filogenia, Ecologia, Evolução, Micogeografia e Micodiversidade.

2. Genética e Fisiología dos Fungos

3. Micotoxinas

4. Fungos Endofíticos

5. Micorrizas

6. Fitopatologia

7. Fungos como Instrumentos de Controle Biológico

8. Micologia Médica

9. Micologia Veterinária

10. Fungos Comestíveis

11. Biotecnologia

12. Etnomicologia

13. Ensino de Micologia

Até o mês de maio a comissão do evento pretende estar com a página do Congresso em funcionamento, antes mesmo dos pedidos de auxílio que faremos ao CNPq, CAPES, FAP-DF e a diversos órgãos da Universidade de Brasília e Embrapa.

Assim, ainda é tempo para que você sugira temas a serem abordados no VI Congresso Brasileiro de Micologia. A fim de facilitar o trabalho da Comissão Organizadora, favor enviar as sugestões em documentos anexados e não no corpo dos emails para 6micol2010@gmail.com.

Em especial, tendo em vista a limitação de recursos, solicita-se dos colegas portadores de Bolsa de Produtividade 1 do CNPq, ou equivalente da FAPESP, o envolvimento em Palestras e Simpósios, uma vez que se trata de pessoas de alto nível acadêmico e que já dispõem de recursos para participação em Congressos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores

Postagens populares da Ultima Semana