quarta-feira, 27 de outubro de 2010

ASPECTOS GERAIS E MORFOLÓGICOS DO FUNGO Curvularia sp.

“ASPECTOS GERAIS E MORFOLÓGICOS DE Curvularia sp.

Gilsoney Inácio Guimarães e Milton L. Paz Lima

Acadêmico do curso de Tecnologia em Gestão Ambiental
Professor
da disciplina de Microbiologia

  1. INTRODUÇÃO

Os fungos são onipresentes na natureza e suscitam problemas de importância diversa em variados setores das atividades humanas, por isso a micologia desdobrou-se em múltiplas especialidades com reflexos em vários ramos da indústria. Na agricultura ocupam lugar importante na Fitopatologia. Na veterinária, também, com produção de micoses animais. Na medicina humana, além de micoses produzidas por verdadeiros patógenos, aumenta cada vez mais o número de micoses produzidas por fungos oportunistas (Lacaz et al 2000, Sidrim, Rocha 2004, Carvalhaes 1999).

O gênero curvularia sp, é um fungo pertencente ao reino fungi, da divisão Ascomicota, sub-divisão Deuteromicetos, ordem Pleosporomycetidae, classe dos Pleosporales sub-classe Pleosporaceae são fungos imperfeitos com reprodução sexual ausente com produção de conídios (mitosporos), ascomicetos que se reproduzem assexuadamente (Index Fungorum).

Fungos denominados dematiáceos causam a helmintosporiose ou manchas em diversas famílias de plantas, tendo uma grande importância para a cultura do milho. Os fungos dematiáceos do gênero Curvularia são encontrados com grande frequência em diferentes substratos vegetais, como saprofíticos, fitopatogênicos ou endofíticos, podendo ainda ser isolados a partir do solo e do ar (Ferreira L. S. 2010).

O fungo Curvularia sp tem causado sérios danos a agricultura brasileira, estudos descrevem uma ampla gama de doenças afetando a cultura do milho no Brasil. Autores consideram que houve um aumento significativo na ocorrência e na severidade das doenças nos plantios de milho no país. A este fato é atribuída uma soma de fatores, entre eles: a infestação da planta por microrganismos, como os fungos dematiáceos. São chamados dematiáceos, os fungos que têm por característica hifas e conídios de coloração escura (conídios feodictos). Nos vegetais, há inúmeros exemplos de patologias provocadas por estes fungos, como a helmintosporiose ou manchas em diversas famílias de plantas, tendo uma grande importância em culturas como o trigo, milho, arroz, sorgo, cevada, aveia e centeio (Ferreira L. S. 2010).

O gênero curvularia sp, tem despertado grande interesse industrial e medicinal pelo fato de produzir fitotoxinas, estudos comprovam várias fitotoxinas isoladas destes organismos considerando a importância ressaltada dos fungos como prolíficos produtores de metabólitos secundários úteis tanto na medicina como na agricultura, o maior interesse econômico é a obtenção de substâncias fitotóxicas com potencial para o uso como herbicida (Santos. M. F. C. et. al).

O endófito Curvularia sp. tem sido alvo de estudos químicos e os resultados obtidos o evidencia como produtor de benzofuranos hidroxilados. Tal fato induz a presença de um sistema enzimático eficaz nestes microrganismos, possivelmente capaz de realizar bioidroxilações em substratos xenobióticos. Assim sendo, há grandes trabalhos com objetivo de avaliar a capacidade deste fungo na biotransformação da canfôra, material de interesse industrial e medicinal (Dias. D. S.).

O gênero curvulária sp descrito em (1963) por Srivast. & Bilgrami Curvularia spinosa H.P.(Índia), Curvularia spicifera por (Bainier) Boedijn, em Buitenz (1933), e spicata Curvularia (Bainier) Boedijn, em Buitenz, (1933), (Index Fungorum).

Segundo a Embrapa são listadas algumas plantas que são prejudicadas pelo gênero cusvulária sp.

Curvularia sp. Boedijn (anam.) Abelmoschus esculentus Moench (Malvaceae) [ QUIABO ]HORTICULTURA BRASILEIRA 15:7, 1997

REVISTA BRASILEIRA DE SEMENTE 12(2):37, 1990 SP Allium cepa L. (Liliaceae) [ CEBOLA ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 15(2):142, 1990

HORTICULTURA BRASILEIRA 15:7, 1997 SC, SP Allium sp. [Tourn.] Linn. (Liliaceae) FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 15(2):142, 1990 SC Amaranthus sp. L. (Amaranthaceae) FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 22(Supl.):265, 1997 Mancha necrótica na folhaOcorre em sementesSAnacardium occidentale L. (Anacardiaceae) [ CAJUEIRO ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 15(2):154, 1990

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 25(Supl.):459, 2000 Fungo de pós-colheitaOcorre em sementesBA, CE, PI, RNAnacardium sp. Linn. (Anacardiaceae) FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 15(2):154, 1990 Ocorre em sementesBA, PI, RN, CEAndropogon gayanus Kunth var. bisquamulatus (Hochst.) Hack. (Poaceae) [ ANDROPOGON ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 11(2):390, 1986 Ocorre em sementes DF Andropogon gayanus Kunth (Poaceae) [ CAPIM-ANDROPOGON ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 11(2):390, 1986 Ocorre em sementes Annona muricata L. (Annonaceae) [ GRAVIOLA ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 24(Supl.):324, 1999 Ocorre em sementesCEApuleia leiocarpa J.F. Macbr. (Fabaceae) [ GRÁPIA ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 11(3):557, 1986 Ocorre em sementes Arrhenatherum elatius Beauv. (Poaceae) CONGRESSO BRASILEIRO DE SEMENTES 5:189, 1987 Ocorre em sementes RS Astronium urundeuva Engl. (Anacardiaceae) [ AROEIRA ]REVISTA BRASILEIRA DE SEMENTE 14(1):51, 1992 Ocorre em sementes Bactris gasipaes H. B. & K. (Arecaceae) [ PUPUNHEIRA ]VALE, F. X. R. do; ZAMBOLIM, L. (Ed.). Controle de doenças de plantas: grandes culturas. Viçosa, MG: Universidade Federal de Viçosa, 1997. (pág.: 872)

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 23(Supl.):236, 1998

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 23(Supl.):286, 1998

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 23(Supl.):237, 1998 Mancha de Curvularia

Mancha foliar ocorre em sementes Bauhinia variegata L. var. variegata (Fabaceae) REVISTA BRASILEIRA DE SEMENTE 18(1):41, 1996 Ocorre em sementes Bixa orellana L. (Bixaceae) [ URUCUM ]REVISTA BRASILEIRA DE SEMENTE 14:13, 1992 Ocorre em sementes PB Brachiaria brizantha Stapf (Poaceae) [ CAPIM-MARANDU ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 32(Supl.):176, 2007

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 32(Supl.):259, 2007

INFORMATIVO ABRATES 3(3):88, 1993

INFORMATIVO ABRATES 5(2):105, 1995

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 26(Supl.):338, 2001

INFORMATIVO ABRATES 1(4):109, 1991 Ocorre em sementes MT, MG, SP Brachiaria decumbens Stapf (Poaceae) SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 14:65, 1988

INFORMATIVO ABRATES 1(4):109, 1991

REVISTA BRASILEIRA DE SEMENTE 15:81, 1993

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 8(1):131, 1983 Ocorre em sementes SP, MG Brachiaria humidicola (Rendle) Schweick. (Poaceae) SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 14:65, 1988

REVISTA BRASILEIRA DE SEMENTE 14:195, 1992 Ocorre em sementesSP Brachiaria ruziziensis R. Germ. & C.M. Evrard (Poaceae) [ CAPIM-RUZIZIENSIS ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 8(1):131, 1983 Ocorre em sementes MG Brachiaria sp. (Trin.) Griseb. (Poaceae) CONGRESSO BRASILEIRO DE SEMENTES 7:105, 1989 Ocorre em sementes Bromus catharticus Vahl (Poaceae) CONGRESSO BRASILEIRO DE SEMENTES 5:189, 1987 Ocorre em sementes RS Carica papaya L. (Caricaceae) [ MAMOEIRO ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 26(Supl.):384, 2001

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 27(Supl.):100, 2002 Podridão

Doença de pós-colheitaOcorre em sementes PE, CE Cassia ferruginea Schrad. ex DC. (Fabaceae) [ CHUVA-DE-OURO ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 15(1):76, 1990 Ocorre em sementes MG Cedrela fissilis Vell. (Meliaceae) [ CEDRO-ROSA ]SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 28:99, 2002 Ocorre em sementes PR Citrus sinensis Osbeck (Rutaceae) [ LARANJEIRA ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 25(Supl.):418, 2000 Fungo de pós-colheita ocorre em sementes Corchorus capsularis L. (Malvaceae) [ JUTA ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 4(1):98, 1979 Ocorre em sementes Cordia goeldiana Huber (Boraginaceae) [ FREIJÓ-CINZA ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 11(3):557, 1986 Ocorre em sementes Coriandrum sativum L. (Apiaceae) [ COENTRO ]REVISTA BRASILEIRA DE SEMENTE 19:214, 1997

INFORMATIVO ABRATES 7:156, 1997 Ocorre em sementes RS Crotalaria juncea L. (Fabaceae) SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 12:113, 1986 Ocorre em sementesBA, MT, SP Cucumis sativus L. (Cucurbitaceae) [ PEPINO ]HORTICULTURA BRASILEIRA 15:7, 1997 Ocorre em sementes SP Cymbopogon citratus Stapf (Poaceae) [ CAPIM-LIMÃO ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 26(Supl.):364, 2001 Queima foliar Ocorre em sementes MG Cyperus sp. L. (Cyperaceae) FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 17(2):210, 1992 Ocorre em sementes Daucus carota L. (Apiaceae) [ CENOURA ]PESQUISA AGROPECUÁRIA BRASILEIRA 33:357, 1998 Ocorre em sementes RS Enterolobium schomburgkii Benth. (Fabaceae) [ ORELHA-DE-NEGRO ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 11(3):557, 1986 Ocorre em sementes Eucalyptus sp. L'Hér. (Myrtaceae) [ EUCALIPTO ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 13(2):148, 1988 Ocorre em sementes Eu calyptus viminalis Labill. (Myrtaceae) [ EUCALIPTO ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 11(3):557, 1986 Ocorre em sementes Eugenia dysenterica DC. (Myrtaceae) [ CAGAITA ]PESQUISA AGROPECUÁRIA BRASILEIRA 29(6):885, 1994 Ocorre em sementes Euphorbia heterophylla Desf. (Euphorbiaceae) [ LEITEIRA ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 17(2):210, 1992 Ocorre em sementes Ficus benjamina Linn. (Moraceae) [ FICUS ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 23(Supl.):329, 1998 Ocorre em sementesBA, PE Gladiolus sp. L. (Iridaceae) O BIOLÓGICO 36:166, 1970 Ocorre em sementes SP Glycine max Merr. (Fabaceae) [ SOJA ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 7(3):472, 1982

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 3(1):106, 1978

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 9(2):331, 1984

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 4(1):25, 1979

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 5(2):153, 1980 Ocorre em sementes SP, DF, RS, MG Gossypium hirsutum L. (Malvaceae) [ ALGODÃO ]BRAGANTIA 50:269, 1991

SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 7(3):15, 1981

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 4(1):129, 1979 Ocorre em sementes SP Grevillea robusta A. Cunn. (Proteaceae) [ GREVÍLIA ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 17(2):221, 1992 Ocorre em sementes Heliconia psittacorum Sessé & Moc. (Heliconiaceae) [ HELICÔNIA-PAPAGAIO ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 31(Supl.):274, 2006 Ocorre em sementesBAIlex paraguariensis A. St.-Hil. (Aquifoliaceae) GRIGOLETTI JUNIOR, A.; AUER, C. G., BADE, J. H. C. Fungos associados à sementes de erva-mate procedentes de oito municípios do estado do Paraná. Colombo: EMBRAPA-CNPF, 1999. 2p. (EMBRAPA-CNPF, Pesquisa em andamento, 63). (pág.: 2)Fungos em sementes Ocorre em sementes PR Jacaranda copaia D. Don (Bignoniaceae) FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 11(3):557, 1986 Ocorre em sementes Lycopersicon esculentum Mill. (Solanaceae) [ TOMATEIRO ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 14(1):32, 1989

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 6(3):367, 1981 Ocorre em sementes AM, DF Manilkara bella Monachino (Sapotaceae) FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 11(3):557, 1986 Ocorre em sementesMorinda citrifolia L. (Rubiaceae) [ NONI ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 31(Supl.):297, 2006 Ocorre em sementes PAO cimum basilicum Linn. (Lamiaceae) [ MANJERICÃO ]TROPICAL PLANT PATHOLOGY 33(1):72-75, 2008 Ocorre em sementesSP Ocotea porosa (Mez) Barroso (Lauraceae) [ IMBUIA ]SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 34(2):378, 2008 Ocorre em sementes SC Oryza sativa L. (Poaceae) [ ARROZ ]O BIOLÓGICO 45(9):159, 1979

SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 1:305, 1975

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 14(2):141, 1989

INFORMATIVO ABRATES 5(2):104, 1995

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 20(Supl.):331, 1995

ATLAS DO INSTITUTO DE MICOLOGIA 5:359, 1967

REVISTA BRASILEIRA DE SEMENTE 4(2):33, 1982

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 7(3):469, 1982

INFORMATIVO ABRATES 1(4):57, 1991

REVISTA BRASILEIRA DE SEMENTE 10(3):79, 1988

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 10(2):345, 1985

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 13(2):137, 1988

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 5(3):448, 1980

SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 14:46, 1988

REVISTA BRASILEIRA DE SEMENTE 8(2):85, 1986

SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 7(3):14, 1981

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 13(2):124, 1988

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 15(2):144, 1990

INFORMATIVO ABRATES 7:131, 1997

CONGRESSO BRASILEIRO DE SEMENTES 7:106, 1989

CONGRESSO BRASILEIRO DE SEMENTES 7:109, 1989

CONGRESSO BRASILEIRO DE SEMENTES 7:114, 1989

REVISTA CERES 47:126, 2000

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 22(Supl.):296, 1997

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 24(Supl.):308, 1999

REVISTA DO CENTRO DE CIENCIAS RURAIS/ CIÊNCIA RURAL 22(3):267, 1992

REVIEW OF PLANT PATHOLOGY 63(12):5418, 1984

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 17(2):206, 1992

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 10(2):350, 1985

BRAGANTIA 44:331, 1985

SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 10:30, 1984

SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 12:34, 1986 Redução do poder germinativo

Mancha da gluma Ocorre em sementes DF, PR, SC, SP, TO, MA, RS, CE, AL, PA, MT, GO, MG Panicum maximum Jacq. (Poaceae) [ CAPIM-MASSAI ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 8(1):131, 1983 Ocorre em sementes MG Paspalum fasciculatum Willd. ex Flüggé (Poaceae) FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 8(1):131, 1983 Ocorre em sementes MG Paspalum sp. L. (Poaceae) FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 13(2):131, 1988 Ocorre em sementes MG Passiflora edulis f. flavicarpa Deg. (Passifloraceae) [ MARACUJAZEIRO-AMARELO ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 22(Supl.):296, 1997

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 23(Supl.):255, 1998 Ocorre em sementes SC Petroselinum crispum (Mill.) A.W. Hill (Apiaceae) [ SALSINHA ]HORTICULTURA BRASILEIRA 15:7, 1997 Ocorre em sementesSPPhaseolus vulgaris L. (Fabaceae) [ FEIJÃO ]SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 11:7, 1985

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 9(2):379, 1984

SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 7(1):18, 1981

REVISTA BRASILEIRA DE SEMENTE 13(2):139, 1991

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 6(3):497, 1981

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 8(3):577, 1983

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 3(1):108, 1978 Ocorre em sementesSC, BA, RS, PE, MG Physalis pubescens Engelm. & Gray (Solanaceae) [ ALQUEQUENJE-AMARELO ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 12(4):390, 1987 Ocorre em sementes DF Pinus elliottii Engelm. (Pinaceae) SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 5:12, 1979

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 11(3):557, 1986 Ocorre em sementes SP Pinus taeda L. (Pinaceae) [ PINHEIRO ]GRIGOLETTI JUNIOR, A.; AUER, C. G. Associação de resinose com distúrbio fisiológico em Pinus taeda. Boletim de Pesquisa Florestal, Colombo, n.45, p.125 - 129, 2002. (pág.: 125)

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 11(3):557, 1986 Resinose em troncoOcorre em sementes Piptadenia macrocarpa Benth. (Fabaceae) FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 15(1):76, 1990 Ocorre em sementes MG Plathymenia reticulata Benth. (Fabaceae) [ VINHÁTICO ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 15(1):76, 1990 Ocorre em sementes MG Prosopis juliflora (Swartz) DC. (Fabaceae) FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 15(1):76, 1990 Ocorre em sementes MG Pseudobombax munguba (Mart. & Zucc.) Dugand (Malvaceae) [ MUNGUBA ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 11(3):557, 1986 Ocorre em sementes Richardia brasiliensis Gomez (Rubiaceae) [ POAIA-BRANCA ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 13(2):122, 1988 Ocorre em sementes PR Saccharum officinarum Linn. (Poaceae) [ CANA-DE-AÇÚCAR ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 8(3):593, 1983

VALE, F. X. R. do; ZAMBOLIM, L. (Ed.). Controle de doenças de plantas: grandes culturas. Viçosa, MG: Universidade Federal de Viçosa, 1997. (pág.: 407)

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 10(3):505, 1985

SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 35 nº 3:173-178, 2009 Fungos associados às sementes (Cariopses) de cana-de-açúcar: métodos para detecção, incidência e relação entre incidência fúngica e ambiente de produção das sementes.

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 10(2):351, 1985 Ocorre em sementesRJSesamum indicum Linn. (Pedaliaceae) [ GERGELIM ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 13(2):110, 1988 Ocorre em sementesBA, PB, PR, PI, MT, MA, MGSorghum bicolor (L.) Moench (Poaceae) [ SORGO FORRAGEIRO ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 24(Supl.):310, 1999

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 10(1):62, 1985

KIMATI, H.; AMORIM, A.; BERGAMIN FILHO, L. E. A.; CAMARGO, J. A. M. R. (Ed.). Manual de fitopatologia: doenças das plantas cultivadas. 3. ed. São Paulo: Agronômia Ceres, 1997. v. 2, 774 p. (pág.: 687)

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 8(3):575, 1983

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 18(Supl.):285, 1993 Mofo da panícula e grãoOcorre em sementes RS, PE Sorghum sp. Moench (Poaceae) SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 13(3-4):238, 1987 Ocorre em sementes SP Stylosanthes guianensis (Aubl.) Sw. (Fabaceae) [ CAPIM-MELADINHO ]MYCOLOGIA 85:362, 1993 , citado em Farr, D.F., Rossman, A.Y., Palm, M.E., & McCray, E.B. (n.d.) Fungal Databases, Systematic Botany & Mycology Laboratory, ARS, USDA. Disponível em: . Acesso em: dez. 2006.Ocorre em sementes Tabebuia sp. Gomes ex DC. (Bignoniaceae) FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 11(3):557, 1986 Ocorre em sementes Talauma ovata A. St.-Hil. (Magnoliaceae) [ BAGUAÇU ]SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 34(2):379, 2008 Ocorre em sementes PR Triticum aestivum Linn. (Poaceae) [ TRIGO ]CONGRESSO BRASILEIRO DE SEMENTES 4:143, 1985

SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 7(3):14, 1981

INFORMATIVO ABRATES 3(3):91, 1993

SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 8(1):107, 1982

SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 7(1):8, 1981

SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 8(1):134, 1982 Podridão comum da raizOcorre em sementesDF, RS Vigna unguiculata (L.) Walp. (Fabaceae) [ FEIJÃO-FRADINHO ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 23(Supl.):253, 1998

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 6(2):269, 1981

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 17(2):205, 1992

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 10(2):349, 1985

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 6(3):367, 1981

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 10(1):85, 1985

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 7(3):470, 1982

REVISTA CIÊNCIA AGRONÔMICA 19(1):149-154, 1988

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 30(Supl.):96, 2005

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 23(Supl.):224, 1998 Podridão cinzenta do cauleOcorre em sementes PB, PE, AL, CE, PA, AM, PI Vochysia maxima Ducke (Vochysiaceae) [ QUARUBA ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 11(3):557, 1986 Ocorre em sementes Zea mays Linn. (Poaceae) [ MILHO ]FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 24(Supl.):264, 1999

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 9(1):155, 1984

KIMATI, H.; AMORIM, A.; BERGAMIN FILHO, L. E. A.; CAMARGO, J. A. M. R. (Ed.). Manual de fitopatologia: doenças das plantas cultivadas. 3. ed. São Paulo: Agronômia Ceres, 1997. v. 2, 774 p. (pág.: 554)

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 5(1):95, 1980

INFORMATIVO ABRATES 11(2):170, 2001

VALE, F. X. R. do; ZAMBOLIM, L. (Ed.). Controle de doenças de plantas: grandes culturas. Viçosa, MG: Universidade Federal de Viçosa, 1997. (pág.: 837)

INFORMATIVO ABRATES 1(4):53, 1991

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 14(2):154, 1989

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 31(Supl.):186, 2006

FITOPATOLOGIA BRASILEIRA 14(2):155, 1989 Mancha foliarOcorre em sementes MS, PE, MT Zornia latifolia DC. (Fabaceae) PHYTOPATHOL. PAP. 31:162, 1990 , citado em Farr, D.F., Rossman, A.Y., Palm, M.E., & McCray, E.B. (n.d.) Fungal Databases, Systematic Botany & Mycology Laboratory, ARS, USDA. Disponível em:. Acesso em: dez. 2006. Ocorre em sementes Zoysia japonica Steud. (Poaceae) [ GRAMA-ESMERALDA ]SUMMA PHYTOPATHOLOGICA 28:96, 2002 Ocorre em sementes DF

Sugestão para citação: MENDES, M. A. S.; URBEN, A. F.; Fungos relatados em plantas no Brasil, Laboratório de Quarentena Vegetal. Brasília DF. Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia. Disponível em: http://pragawall.cenargen.embrapa.br/aiqweb/michtml/fgbanco01.asp. Acesso em: 20/10/2010.

2. MATERIAIS E MÉTODOS

O trabalho foi realizado no Instituto Federal Goiano – Campus Urutaí, no laboratório de Microbiologia.

Os propágulos do fungo foram retirados de uma placa de petri que se encontrava no laboratório para análises.

Para analisarmos o gênero do fungo, utilizamos o método de pescagem direta, a que consiste em retirar o micélio do fungo, usando os matérias: pinça metálica , lamparina ( o qual serve para a flamabagem, que esteriliza o utensílio), papel filtro, lâmina, lamínula, fixador a base de azul de metileno.

O procedimento consiste em retirar os propágulos com a pinça e coloca-los na lâmina que possui uma gota de fixador, o qual utiliza para matar o fungo e conservar sua estrutura na lâmina. Logo após colocar a lamínula com cuidado para não formar bolhas de ar.

Devemos secar o excesso de fixador depois de colocarmos a lamínula. Assim podemos vedar a lamina semi-permanente, com esmalte para evitar contaminação de outros microorganismos.

Após todos esses procedimentos, podemos observar a lâmina no microscópio ótico, começando com a menor objetiva ( 5 x) para a maior (100x).

Utilizando literaturas, o Manual de Fitopatologia (vol. 1), e com a ajuda do Professor Doutor Milton Luiz da Paz Lima, o qual auxiliou na identificação do fungo.

A partir disso foi identificado o fungo Curvularia sp., e tirou-se microfotografias utilizando a câmera digital marca Cânon, modelo Powershot SD750 7.1 mega pixels do professor Milton Luiz da Paz Lima.

3. RESULTADOS E DISCUSSÃO

DESCRIÇÃO MICOLÓGICA:


Figura A: formação de colônias de micélio em formato de algodão. Figura B: aspectos gerais e morfológicos de curvularia sp. Figura C: conidióforo célula conidiogênica e conído. Figura D: Conidióforo e conídio. Figura E: Conídios em cadeia. Figura F: Conídio Fragmosseptado.

LITERATURA CITADA.

ÍNDEX FUNGORUM, disponível em: http://www.indexfungorum.org/names

(Santos. M. F. C. et. al).

http://sec.sbq.org.br/cdrom/31ra/resumos/T1276-2.pdf

(Dias. D. S.).

http://sec.sbq.org.br/cdrom/32ra/resumos/T1891-1.pdf

(Ferreira L. S. 2010). http://dspace.c3sl.ufpr.br/dspace/bitstream/1884/24194/1/LISANDRA%20SANTOS%20FERREIRA%20150710versao%20que%20foi%20impresssa.pdf

Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia. Disponível em: http://pragawall.cenargen.embrapa.br/aiqweb/michtml/fgbanco01.asp. Acesso em: 20/10/2010.

13 comentários:

  1. Sou Caullius da turma de tecnologo em gestão Ambiental.
    Falta o nome do professor e do alunos na prancha.

    ResponderExcluir
  2. João Marcos TGA :]

    Realização da citação do site não esta de forma correta. O formato e irregular deveria conter na citação o nome do documento ou artigo, nome do autor e a data do acesso a pagina.Realização da citação do site não esta de forma correta. O formato e irregular deveria conter na citação o nome do documento ou artigo, nome do autor e a data do acesso a pagina.

    ResponderExcluir
  3. Tarlei Uranio TGA.
    Na citaçao deve-se colocar quando voçe acessou a pagina.

    ResponderExcluir
  4. Bruna curso Tecnologo em Gestão Ambiental
    Descrição micológica está dificil de interpretar.

    ResponderExcluir
  5. Guilherme Araujo TGA.
    Não possui descrição micológica
    apenas descrição da prancha.

    ResponderExcluir
  6. Diego Araújo TGA.
    Faltaram informações importantes na sua prancha, como o nome do autor e o nome do professor.

    ResponderExcluir
  7. Sara TGA
    Qual a data que voçe acessou a pagina.

    ResponderExcluir
  8. Sabrina Pasetto do curso TGA, falta a descrição micologica, o nome do aluno e do professor na prancha e a escala no canto das microfotgrafias.

    ResponderExcluir
  9. Sou Tatiane do curso de TGA, precisa melhorar as literaturas citadas.

    ResponderExcluir
  10. Ausência de descrição micológica, não há citação das datas do acesso

    ResponderExcluir
  11. Legenda da prancha não é descrição micológica, ausência de escalas nas fotos,

    ResponderExcluir
  12. Taísa Mamedes 2° periodo,em seu trabalho não tem o nome do professor e o seu na prancha,sua descrição micologica esta meio confusa.

    ResponderExcluir

Seguidores

Postagens populares da Ultima Semana